Transcend aXeRam DDR3 Dual Channel kit 2400mhz

Published On 1 de Agosto de 2011 | By admin |

Desta vez temos o prazer de testar um kit de memórias DDR3 da marca Transcend. Este kit foi feito para ser utilizado a altas frequências de memória, pelo que desta forma a plataforma mais correcta para o uso das mesmas será a plataforma P55 socket 1156. De qualquer forma, para demonstrar-mos a performance destas não se torna propriamente necessário o uso da plataforma anteriormente mencionada, como tal utilizamos para o efeito a plataforma X58 socket 1366. O sistema é composto por:

– Intel Xeon W3520;

-EVGA X58 Classified 3 E770;

-ATI HD5870;

-PCPower TurboCool 1200W;

-CPU&Board&GPU Watercooled.

Os testes executados basearam-se nos seguintes programas:

-Aida64;

-SuperPi 32M;

-Maxxmem.

Foram escolhidos os benchmarks anteriormente apresentados devido ao facto de estes apresentarem uma forte “dependência” no que respeita ao desempenho da memória RAM de um sistema.

O sistema operativo no qual foram corridos os programas foi:

-Windows 7 Ultimate edition x64.

Estando apresentado o sistema onde estas memórias foram testadas, passemos agora à apresentação fisica destas:

Como podemos observar nas imagens, estas memórias contêm dissipadores de tamanho considerável e com um design bastante atractivo.

Uma das primeiras coisas a ser feitas aquando da recepção destas memórias foi a extracção de um dos dissipadores, de modo a podermos verificar com que chips iriamos trabalhar, tendo chegado à conclusão que, para nosso espanto, se tratavam de chips Hynyx, contrariamente ao que pensamos. Estariamos na ideia de que se iriam tratar de chips PSC, uma vez que nesta altura quase todas as memórias com características semelhantes a estas utilizam-nos. Ficamos deveras surpreendidos:

O valor que se encontra este kit de memórias no mercado foi outra das características que nos surpreendeu. 80€ será o preço que irá rondar o kit de 4GB destas memórias. A razão pela qual ficamos deveras surpreendidos, encontra-se no facto de não ser usual memórias desta ordem de velocidade terem um preço de mercado tão acessível. Já para começar se tornam bastante atractivas.

Estas memórias são cotadas PC19200 2400mhz 10-12-11-28 1.65v. Na plataforma testada, tais velocidades não são possíveis de atingir, visto utilizarmos um processador Bloomfield, estando desta forma este limitado pelo uncore. São muito raros os processadores desta tecnologia capazes de atingir valores superiores a 4.5Ghz de uncore, e mais raros ainda aqueles que conseguem correr programas como SuperPi 32M acima dos 4.45ghz. Desta forma, para conseguirmos obter resultados viáveis nesta plataforma, foram utilizadas as seguintes velocidades: 1600mhz, 2000mhz, 2133mhz e 2200mhz. Estas são também as velocidades mais viáveis para utilizar na nova tecnologia de Sandy Bridge socket 1155.

Para cada velocidade foram optimizados os timmings respectivos com garantia de estabilidade. O programa por nós corrido que garante estabilidade é o SuperPi 32M, uma vez que este é bastante exigente ao nível da configuração das memórias, sendo também aquele que mais tempo demora a correr, inserindo desta forma mais “stress” nas mesmas.

Para conseguirmos compreender o verdadeiro valor destas memórias, decidimos compará-las com dois kits de memória topo de gama com preços na casa dos 250€, de modo a entender se se justifica gastar mais 170€ para o uso diário. Estes dois kits apenas serviram de base de comparação no programa Aida64, visto termos chegado rapidamente a conclusões que mais à frente se irão demonstrar.

É importante referenciar também que este kit apresenta uma característica bastante invulgar: o tempo denominado por tRAS (Minimum RAS active time). Para quem não está muito familiarizado com configuração de tempos de memória, este é o que se encontra a vermelho no seguinte exemplo: 2000mhz@ 9-10-9-28-1T-100

Descobrimos que estas memórias conseguem utilizar baixíssimos valores nesse tempo até a um certo nível de velocidade. Isso irá ser demonstrado mais à frente.

Também de referir é o tempo referente ao tRFC (Row Refresh Cycle Time), que se apresenta a vermelho neste exemplo: 1600mhz@ 7-8-7-20-1T-88. Encontrámos séria exigência por parte destas memórias no que respeita à configuração deste tempo. Este revela-se fulcral para a estabilidade destas não sendo fácil deste modo, relaxá-lo.

Também, certamente por ser usada a plataforma x58, reparamos que existe um tendència para o “desaparecimento” de memória física no computador quando se executa OC nestas. De vez enquando, dependendo da configuração que era experimentada, apenas eram detectados 2GB de memória. Mais uma vez referimos, apenas por ser utilizada uma plataforma não indicada para estas memórias.

Antes de avançar, deverá ser considerado que os resultados apresentados em Aida64 foram baseados em médias ponderadas de 10 resultados de cada (read, write, copy e latency), e que os gráficos apenas pretendem demonstrar a percentagem de desempenho de cada kit de RAM, com um valor topo arbitrado igual para os três kits em cada teste. Todos, exceptuando a latencia apresentam superioridade quando o resultado apresentado é maior.

Passemos agora aos testes:

1º Parte:

Em Aida64, os resultados apresentados baseiam-se na comparação dos dois kits mencionados anteriormente, mostrando apenas em percentagem, a diferença para cada um:

Podemos verificar o que foi mencionado anteriormente: o tRAS apresenta uma ordem de grandeza tão baixa quanto 9! Ao contrário destas, os outros kits de memória topo de gama não conseguem ir abaixo dos 18 e 15 respectivamente.

Para além disso começamos desde já a observar que as diferenças são absolutamente baixas. A pergunta que fazemos é: será de todo necessário gastar mais 170€ para ganhar 2% de performance nas memórias? Pelo menos para esta velocidade não. O uso diário de um computador não apresenta essa necessidade. Esses ganhos não são possíveis de se observar em nada a não ser mesmo nos próprios programas de benchmark.

Continuando com os testes, também em Maxxmem os resultados foram satisfatórios como é apresentado na seguite imagem:

1268 pontos é um resultado bastante aceitável.

Em SuperPi 32M é que nos vimos forçados a subir o tRAS de modo a conseguir obter estabilidade:

Como se observa na imagem, o tRAS teve de ser alterado para 18ns. Também se nota que o tRFC necessita de ser mais elevado do que o normal para 1600mhz com um valor de 88ns. Mas mais uma vez se refere o seguinte: para o uso diário a performance desta memórias enche as medidas de qualquer utilizador na perfeição.

2º Parte 

A 2000mhz de frequencia, mantendo a mesma frequência de uncore como se verifica no quadro anteriormente apresentado, os resutados em Aida64 mostram, comparativamente aos outros kit de preço muito mais elevado, que a diferença continua a não justificar o gasto:

É de salientar que novamente se subiu o tRFC para 88 de modo a garantir estabilidade.

Também em Maxxmem os resultados se mostram bastante satisfatórios:

Nesta plataforma, 1375.4 pontos em Maxxmem já demosntra muito bom desempenho a nível de memória RAM num sistema.

Em SuperPi32M:

Comparativamente à velocidade anterior, este resultado revela 4 segundos de vantagem! Estes 8 minutos e 43 segundos provam que estas memórias são perfeitamente capazes de preencher os requisitos de uso da maioria dos computadores de utilizadores!

3º Parte 

Nesta ultima parte serão apresentados resultados destas memórias a velocidades de pouca viabilidade para esta plataforma devido ao limite da frequência de uncore, e não pela RAM.

Salienta-se a necessidade da subida do tRFC novamente.

Novamente o tRFC mais alto.

Como se verifica, sempre sem a necessidade de incrementar voltagem, estas memórias, com a correcta configuração dos seus tempos apresentam estabilidade mesmo a valores não usuais.

Para finalizar, apresentam-se os resuldados obtidos em Aida64, apenas do Kit Transcend aXeRam, baseado numa média ponderada de 10 resultados de cada:

Veredicto

 Facilmente se conclui que estas memórias têm o que é necessário para satisfazer a exigência da maioria dos utilizadores. Verifica-se uma óptima versatilidade no que respeita ao uso de diferentes velocidades. Apesar de não serem os melhores tempos do mercado, funcionam a qualquer velocidade que se consiga obter em cada plataforma, o que na maioria das vezes se vê limitado em outros chips. E a maior das suas vantagem é o factor económico! O seu preço é bastante acessível.

Assim, com base em todos os testes apresentados, a BenchX conclui o seguinte:

-Este kit vale todos os cêntimos que custa, como tal atribui-se o seguinte award:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *